top of page

O que as penas dos papagaios podem nos dizer?




A coloração das penas das aves é resultado de um acúmulo de pigmentos como caroteno, porfirinas e melanina, e a alteração pode indicar que alguma coisa não está bem...mas essa alteração é sempre de origem nutricional?


Não! Podemos destacar causas como o hipotireoidismo, a intoxicação por chumbo, tumor de pituitária, circovirose, coccidiose, dentre outros, mas, sem dúvida, os problemas nutricionais são os mais frequentes.


Vamos pensar primeiro na estrutura da pena. A pena das aves é constituída por 95% de proteína e, para a sua formação, há uma demanda elevada por aminoácidos, especialmente os sulfurados e cada um tem o seu papel.


Desde a formação das penas até a coloração, os aminoácidos, juntamente com as vitaminas A, E e do complexo B, cobre, zinco e os ácidos graxos essenciais, são os responsáveis por garantir a estrutura e a coloração das penas saudáveis.


🎯Sabendo disso, então vamos conhecer as principais causas nutricionais da perda de coloração nos papagaios?


• Carência de lisina – as penas azuis e verdes mudam para pretas ou amarelas

• Carência de colina e riboflavina – causam acromatose em penas primárias

• Carência de arginina e metionina – originam as famosas linhas de estresse

• Baixa ingestão de carotenóides – tornam opacas as penas amarelas, alaranjadas e avermelhadas

• Carência de tirosina e cobre – tornam as penas mais claras

• Carência de ferro – restringe a formação das porfirinas, pigmento que forma as cores verde e vermelho.


Normalmente essas carências estão associadas a dietas que privilegiam o uso de sementes oleaginosas.


Falamos em um post específico sobre a semente de girassol (volte lá!) e o quanto devemos ficar atentos à sua inclusão na dieta.


Precisamos lembrar que em vida livre os papagaios ingerem frutos, flores, folhas, sementes e grãos, e que destiná-los a uma dieta exclusiva à base de sementes não é o recomendado.


Sabemos que nem sempre a transição para uma dieta que inclua ração balanceada, legumes, verduras, frutos é fácil, mas com paciência e perseverança, podemos melhorar, e MUITO, a saúde dos papagaios sob os nossos cuidados.


Fonte: Vieira, A.D.S.M. (2018).