top of page

Pesagem pra quê?


Um dos manejos mais importantes no cuidado com os filhotes é a pesagem. Pela pesagem conseguimos calcular a demanda energética diária, o volume das refeições, avaliar a curva de crescimento do filhote e manter parâmetros que podem ser utilizados por outros profissionais no cuidado com a espécie.

Mas e que cuidados precisamos ter com as pesagens?


1. Balança – procure pesar o filhote sempre na mesma balança. Por incrível que pareça, as balanças não são iguais;


2. Horário – estabeleça um horário para a pesagem e siga neste horário até o fim. As variações de peso ao longo do dia prejudicam a avaliação. Eu, por exemplo, gosto de utilizar os primeiros horários, e sempre antes da refeição;


3. Frequência – filhotes em geral crescem rápido e os ajustes no volume a cada refeição são feitos a cada 2 ou 3 dias. Faça pesagens diárias ou a cada 2 dias para que os ajustes sejam feitos;


4. Anotações – anote, anote e ANOTE! A ficha de acompanhamento do filhote é de extrema importância. Além do peso, parâmetros como a temperatura do ambiente, devem ser de acesso fácil para consultas, sempre que necessário; mudou alguma coisa no consumo? Será que tem algo relacionado com a temperatura do dia? Que tal comparar com a média de consumo nos últimos dias?


5. Ambiente – o momento da pesagem não deve ser um momento de estresse para o animal, especialmente porque ele vai receber a primeira refeição do dia logo em seguida.


Utilize caixas, potes, panos, bichinhos de pelúcia (para os que ficam agarradinhos) para que o filhote se sinta seguro no ambiente na pesagem. O ambiente calmo e tranquilo, pouca luz, também pode ajudar.


Com essas dicas, você pode melhorar o manejo do filhote e ajudá-lo no seu desenvolvimento.