top of page

Gato e papagaio junto... Pode?


A resposta é..... depende de você.


Atualmente, os lares brasileiros são habitados por seres sencientes de várias espécies diferentes e, portanto, estão sendo chamados de famílias multi-espécie.


Quando uma família opta por ter animais tão distintos quanto um gato e um papagaio ela precisa entender a importância de diferentes manejos para cada um deles.


O gato e o papagaio são considerados “inimigos” e num piscar de olhos o gato pode atacar o papagaio de forma fatal. E isso seria considerado normal, pois gatos são predadores e aves costumam ser presas de muitos felinos. Mas então, como podemos fazer para manter os dois na mesma família?


Antes de tudo é fundamental entender as necessidades, as diferenças biológicas e comportamentais de cada um. Temos que criar ambientes individualizados, que possibilitem conforto e segurança para ambos.


É muito importante evitar, principalmente, o contato visual e auditivo entre eles, até porque esta interação pode ser extremamente estressante para o papagaio e estimulante/ou até frustrante para o gato.


Zelar por um manejo de bem-estar inclui possibilitar a expressão de comportamentos naturais para ambos, sem que um seja um estímulo aversivo para o outro.


Podem existir famílias onde ambos convivem bem desde sempre e isso facilita demais o manejo do tutor, mas esteja sempre atento aos comportamentos instintivos, pois eles são desejados para qualquer espécie e tudo que não queremos é que o papagaio seja a vítima.